domingo, 22 de abril de 2018

Governador fala sobre matéria exibida no "Fantastico".



Globo no Maranhão é a TV do Sarney, que faz essas reportagens veiculadas nacionalmente. Chamam isso de "jornalismo" e "democracia". No caso, imputar a mim um papel assinado por um tenente-coronel que nem sei quem é. E sobre algo que jamais ordenei ou concordei.

Estamos dizendo e provando isso há mais de 3 dias. Que eu jamais ordenei, concordei ou autorizei a assinatura do tal papel. Que isso é mais uma armação ridícula. Mas do que adianta ? Os pequenos interesses coronelistas e delírios fascistas insistem nesse "jornalismo".

TV do Sarney todas as semanas produz material distorcido sobre o Maranhão e tenta veicular na Globo. Isso desde 2015. Acham que isso vai devolver o poder a eles? Ou é só maldade mesmo?

Essa tal TV do Sarney não faz reportagem sobre um único programa governamental. Nada. Até eventos como carnaval tentam esconder. Só maldade e perseguição todos os dias, o dia inteiro. E chamam isso de "jornalismo".

Mas não me abato com nada. Tenho muita fé em Deus e por isso não tenho medo desses demônios. E tenho muita confiança no trabalho sério e honrado que fazemos e divulgamos nas redes sociais. Já que a TV do Sarney esconde.

Espero que a princesa da oligarquia dispute a eleição para o governo. Terei o maior prazer de debater todos os temas na TV do Sarney, já que eles só me entrevistam no período eleitoral, quando são obrigados por lei.

terça-feira, 27 de março de 2018

Comissão analisará parecer sobre projeto que define regras para criação de Municípios



A comissão especial que analisa a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios se reúne nesta terça-feira, 27 de março, para discussão e votação do parecer do relator, deputado Carlos Henrique Gaguim (Pode-TO). A reunião da comissão especial, que é presidida pelo deputado Hélio Leite (DEM-PA), realizada no auditório Nereu Ramos.

De acordo com o Projetos de Lei Complementar (PLP) 137/2015 – do Senado, e apensados-, para a criação de novos Entes locais tanto os novos Municípios quanto os Municípios já existentes que perderem população deve possuir, após a criação, população igual ou superior aos seguintes quantitativos mínimos regionais: 6 mil habitantes, nas regiões Norte e Centro-Oeste; 12 mil habitantes, na região Nordeste; 20 mil habitantes, nas regiões Sul e Sudeste. Esses limites deverão ser reajustados de acordo com a publicação de dados demográficos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O projeto prevê também que a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios só poderão ocorrer após a realização de Estudos de Viabilidade Municipal (EVMs) e de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos.

A proposta exige que as mudanças sejam feitas por lei estadual, obedecidos os prazos, os procedimentos e as condições estabelecidos na lei complementar.

Cautela

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) tem mantido atitude de cautela sobre este tema, considerando as muitas implicações políticas sobre aqueles que discutem a validade ou a necessidade de manterem-se dispositivos que viabilizem a ampliação do número de Municípios.

Na análise da entidade, a proposição traz regras rígidas, o que certamente irá coibir a criação, por exemplo, de um Município que venha a ser inviável economicamente.

Fusão de Municípios
Um grande avanço com a aprovação da proposta será a possibilidade de incorporação e fusão de Municípios, o que atualmente não é possível em razão da falta de regulamentação do artigo 18 da Constituição Federal. Uma vez aprovada a proposta, Municípios pequenos, localizados principalmente nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul, poderão se utilizar da nova legislação para dar início aos procedimentos de incorporação ou fusão.

Emancipação
Por outro lado, as comunidades que cumprirem os requisitos e se emanciparem podem projetar um futuro de prosperidade e melhores condições de vida às populações abrangidas pelos novos Entes federados. É o caso, por exemplo, de Municípios localizados na região Norte, onde se sabe que, devido à grande extensão territorial, muitas comunidades são prejudicadas pela longa distância para ter acesso à educação, à saúde, à assistência social e fomento ao desenvolvimento local.

Nesse sentido, por menor que seja a comunidade emancipada, a presença de um governo local, atendendo às obrigações constitucionais de cada Ente, possibilitará a essa população um melhor atendimento de suas necessidades básicas.

Viabilidade
Reforça-se, assim, que a CNM não é contra a definição de critérios para a criação, incorporação, fusão e o desmembramento de Municípios, desde que sejam observadas as condições de viabilidade econômico-financeira, político-administrativa, socioambiental e urbana. Diante do exposto, a CNM manifesta-se favorável à proposta.


segunda-feira, 26 de março de 2018

Operadora Azul pretende incluir Balsas na rota de voos do Maranhão

Foto: Reprodução

Os investimentos do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Energia (Seinc), na restruturação dos aeroportos do Maranhão já começaram a surtir efeitos. A operadora Linhas Áreas Azul, anunciou que pretende incluir a cidade de Balsas, localizada na região Sul, na rota de voos da companhia.

A informação veio logo após o aeroporto ter sido entregue com a pista totalmente reformada e sinalizada. De acordo com o secretário Simplício Araújo, titular da pasta da Seinc, as ações de reestruturação dos aeroportos do Maranhão, atraem investimentos, fomentam o turismo e contribuem em diversas ações.

“O comunicado da Azul, reforça que estamos no caminho certo. Com o início da operação em Balsas, teremos uma série de retornos para a cidade e para todo o Estado”, avaliou Araújo.

No comunicado, ainda não foi divulgado o início das operações. Além de Balsas, mais 32 cidades podem receber voos nos próximos anos.

Mais desenvolvimento

Além de Balsas, recentemente foi entregue o aeroporto de Bacabal, que estava interditado desde 2008 por inadequações, recebeu serviços de manutenção preventiva e corretiva, além de uma série de melhorias estruturais executadas pelo Governo do Estado e agora atende as determinações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
Para as obras na estrutura de apoio, sinalização horizontal da pista, áreas verdes e manutenção de cerca patrimonial, o Governo investiu mais de R$ 500 mil, vindos do Fundo de Desenvolvimento Industrial do Estado do Maranhão (FDI).

Em Carolina, município estratégico para cadeia turística maranhense, já foram realizados serviços de manutenção do terminal de passageiros, das cercas e áreas verdes visando a segurança do aeródromo, além do recebimento de um carro contra incêndio de aeródromo (CCI) no valor de R$ 1,5 milhão entregue pela SAC, e cessão de um prédio dentro do sítio aeroportuário para a instalação de uma Companhia do Corpo de Bombeiros, já entregue pelo governador Flávio Dino.

Mais reformas


Atualmente, a Seinc está reformando os aeroportos de Colinas e Santa Inês. Em ambos os locais, estão sendo realizados serviços de cerca, manutenção de áreas verdes, e reforma do terminal de passageiros.

Texto: Mayara Rêgo
Fonte: Secap

quarta-feira, 14 de março de 2018

Juscelino Filho trabalhando em prol da educação do Maranhão



Com a presença do secretário estadual de educação, Felipe Camarão, e do adjunto de suporte ao sistema educacional, Anderson Lindoso, em Brasília, nesta terça-feira (13), o deputado federal Juscelino Filho (DEM) cumpriu agendas relacionadas ao setor. Os democratas estiveram no Ministério da Educação (MEC) e no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) com pleitos para o sistema de ensino do Maranhão.

No FNDE, se reuniram com o presidente do órgão, Silvio Pinheiro, com o secretário adjunto de educação profissional, tecnológica e inclusão social e coordenador do IEMA (Instituto Estadual do Maranhão) Vocacional, André Bello e sua equipe, para tratar de demandas do Instituto, como alterações de campus, investimentos, aquisição de equipamentos, e também sobre a liberação de R$ 15 milhões para equipar diversas unidades pelo estado. As obras, já em andamento, de 60 quadras poliesportivas também foram abordadas. No MEC falaram sobre o Programa Escola Digna e presentearam o ministro com a camisa do Programa.

O deputado Juscelino Filho, comentou as agendas: “Tratamos no FNDE sobre obras importantes que estamos realizando para melhorar as condições e a qualidade do ensino que é oferecido no nosso estado, com esporte e lazer também. No MEC tratamos sobre o Escola Digna, que tem revolucionado e melhorado significativamente o sistema educacional maranhense. Meus parabéns pelo trabalho que esta gestão está fazendo, pois como um dos defensores da educação, também tenho me empenhado pela causa”.

De acordo com o secretário Felipe Camarão, pelo Escola Digna, “no Maranhão já foram construídas, reformadas e revitalizadas mais de 730 escolas, e mais de 100 estão previstas para este ano”. O Programa também inclui a capacitação dos profissionais, assessoria técnico-pedagógica a professores e gestores escolares, entre outras ações de sucesso.

No final das agendas, Juscelino, Felipe e Anderson estiveram com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com o líder do partido Democratas na Câmara, Rodrigo Garcia (SP), para formalizar a filiação de ambos na legenda.

segunda-feira, 5 de março de 2018

Hospital de Câncer do Maranhão expande assistência humanizada com Projeto Bem Acompanhado


O Hospital de Câncer do Maranhão, ligado à rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES), promove atividades de acolhimento, interação e relaxamento com os acompanhantes de pacientes internados na clínica de cuidados paliativos da unidade. O Projeto Bem Acompanhado é realizado todas as sextas-feiras, pela equipe multidisciplinar do hospital.

“Temos investido na política de humanização das nossas unidades. Não basta oferecer cuidados com a saúde física, precisamos de um olhar sensível às situações vivenciadas pelos usuários, não só pacientes, mas também acompanhantes. Trabalhamos com pessoas e para pessoas”, comenta o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O projeto foi pensado para atender os acompanhantes, que em geral ficam também “internados” na unidade para os cuidados com o paciente. Uma forma de melhorar a qualidade de vida e desenvolver os sentimentos.

“Muitas vezes, não existe nem revezamento com outras pessoas. O acompanhante fica aqui todo o tempo que o paciente permanece internado. Eles quebram os vínculos sociais, deixam suas casas, família e emprego. Por isso, vimos a necessidade de desenvolver atividades para esse público”, explica a terapeuta ocupacional Camille Azevedo.

A cada semana uma área da equipe multiprofissional é acionada para realizar as atividades coletivas, que podem ser dinâmicas em grupos, atividades lúdicas, de entretenimento. Nesta sexta-feira (2), cerca de 10 acompanhantes participaram da sessão do projeto. Primeiro, eles fizeram alongamentos e exercícios físicos voltados para trabalhar o corpo, que muitas vezes sofre com noites mal dormidas. Depois, o bingo dos bons sentimentos foi realizado, uma forma de trabalhar as emoções.

O músico Walber Rocha, o Vavá, está acompanhando a esposa no hospital há pouco mais de um mês e já participou de três encontros do Projeto Bem Acompanhado. Natural de Pinheiro, ele fica em São Luís de segunda a sexta-feira e retorna para sua cidade para trabalhar no fim de semana.

“Achei uma iniciativa tão boa, porque mostra que, além de ter uma preocupação com o paciente, se tem também com o acompanhante, que acaba sofrendo junto com o paciente. Depois de participar, me sinto melhor, me sinto menos só”, diz.

Fonte: SES
Texto: Paula Boueri

Fotos: Julyane Galvão

quinta-feira, 1 de março de 2018

Prefeito de Alto Parnaíba, Rubens Sussumu assina convênio para construção de hospital


O Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Othelino Neto (PCdoB), participou, na manhã desta quinta-feira (1º), da assinatura de convênio para a construção de um hospital no município de Alto Parnaíba. O convênio, assinado pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, e pelo prefeito Rubens Sussumu Ogasawara, prevê a construção de uma nova unidade hospital, que deverá funcionar como Unidade Mista, em Alto Parnaíba, no Sul do Maranhão.

De acordo com o projeto, este novo hospital, que deverá ser construído num prazo de 18 meses, vai funcionar como unidade de pronto-atendimento, tendo serviços de urgência e emergência, e terá também um centro cirúrgico, onde poderão ser realizadas cirurgias eletivas e os partos das mulheres da região.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destacou a importância da construção deste hospital, em parceria com o Governo do Estado. “É uma demanda antiga, que agora será atendida. Cabe frisar que, desde o primeiro momento, assim que assumiu o mandato, o prefeito Rubens, acompanhado do deputado Othelino, veio aqui  buscar a construção deste hospital”, declarou Carlos Lula. Ele observou que, mesmo havendo o funcionamento do hospital de Balsas, há a necessidade de reforçar o atendimento à saúde em toda aquela região.

O presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, fez questão de testemunhar a assinatura do convênio, realizada no prédio sede da Secretaria de Estado da Saúde. A pedido do prefeito, Othelino vinha acompanhando  o projeto.

“Passamos alguns meses tratando deste projeto e agora acontece a assinatura do convênio. Vale dizer que esta parceria é importante: o Governo do Estado vai financiar a construção do hospital, a Prefeitura doou o terreno e, quando estiver concluído, a Prefeitura vai assumir a gestão do hospital, que vai substituir o que já existe lá hoje. É uma parceria de grande valor e quem vai ganhar com ela é a população, que vai ter um novo hospital, que certamente vai atender muito bem a toda aquela região”, ressaltou Othelino.

O prefeito Rubens Sussumu Ogasawara declarou que esta obra irá resolver grandes problemas na área da saúde em Alto Parnaíba: “Será muito importante para a nossa região, que é muito deficitária de serviços públicos, até mesmo por ficar bastante distante da capital do Estado. Em razão disto, agradecemos o apoio e o empenho tanto do secretário Carlos Lula quanto do deputado Othelino”, afirmou o prefeito.

O secretário Carlos Lula explicou que, para atender as necessidades da população, o novo hospital irá funcionar como Unidade Mista, ou seja, vai ter a capacidade de realizar internações, partos e pequenas cirurgias. “O mais importante é que esta nova unidade terá condições de atender à demanda que existe hoje em Alto Parnaíba. Vamos construir este hospital para que se possa concretizar este antigo sonho da população daquela região”, salientou o secretário Carlos Lula.


Credito Luís Cardoso

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Maranhão é o quarto Estado que mais aumentou investimentos em todo o Brasil


Destaque entre os estados em melhor situação fiscal desde o início da gestão Flávio Dino, o Maranhão também ocupa lugar especial entre os entes da federação com os melhores indicadores de investimentos em 2017. Segundo levantamento do Jornal Folha de São Paulo, o Maranhão obteve o quarto maior crescimento nos investimentos entre as 27 unidades da federação.

Segundo a Folha, os bons resultados de outros estados se deram em função de ajustes que resultaram em cortes de gastos, sobretudo na redução com pagamento da folha de servidores. Já o Maranhão conseguiu manter equilíbrio fiscal sem abrir mão de ampliação de serviços públicos, inclusive com a realização de concursos públicos.

O Estado passou de R$ 874 milhões em 2016 para R$ 1.175 bilhão investido no ano seguinte, um crescimento de 26%.

Dados da Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (Seplan) mostram que o Governo aumentou os investimentos com a folha de pagamento em 5,1% em 2017, enquanto a maioria dos Estados reduziu gastos no setor para equilibrar a relação entre receita e despesa.

Tudo isso foi feito mesmo com a queda nas transferências de recursos do Governo Federal. Com a crise nacional, o Estado deixou de receber mais de R$ 1 bilhão desde 2015. Ainda assim, houve ampliação de 28,9% em investimentos.

Mesmo com a queda nos repasses federais, o Estado ajustou a receita para impedir o aumento de tributos. O jornal Folha de São Paulo mostra que o Estado apresentou variação positiva com aumento de apenas 1,20% na composição de tributos, enquanto outros estados aumentaram impostos em até 30,72%.

Durante sessão solene de abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa, no início do mês, o governador Flávio Dino anunciou investimentos de R$ 1 bilhão em 2018, recursos que vão incrementar os R$ 2,6 bilhões já investidos em todas as áreas.

“O papel do poder público é insubstituível, como também é o da iniciativa privada: ambos se complementam. O Governo tem coerência com essa visão, de modo que garantir os investimentos públicos são vitais para que a economia funcione”, afirmou Flávio Dino no encontro com parlamentares.




Governador fala sobre matéria exibida no "Fantastico".

Globo no Maranhão é a TV do Sarney, que faz essas reportagens veiculadas nacionalmente. Chamam isso de "jornalismo" e "...