terça-feira, 30 de setembro de 2014

Ex-governador Zé Reinaldo cumpre agenda política em Tasso Fragoso

Ex-governador Zé Reinaldo cumpre agenda política em Tasso Fragoso

 

Nesta manhã de terça-feira (30) o ex-governador do Maranhão José Reinado Tavares desembarcou no aeroporto de Alto Parnaíba MA, para reunião política na cidade de Tasso Fragoso, onde foi recepcionado pelo jovem advogado Luceandro Guimarães Lopes (Lú Lopes) líder político daquela cidade, blogueiros Smith Rosa e Raildson Rocha e pelos dirigentes locais do PC do B, Carlos Biá e Homerino Segadilha Filho.

Zé Reinaldo é candidato a Deputado Federal pelo Partido Socialista Brasileiro, que integra a coligação Todos Pelo Maranhão que tem Flávio Dino como candidato ao governo do Estado.

O candidato desembarcou nesta cidade as 8h30min e seguiu destino a Tasso Fragoso juntamente com Lú Lopes que apetece dias melhores para o seu povo. 

Lú que pleiteou a eleição municipal para prefeito em 2012, tendo recebido 39,93% dos votos validos, emana agora apresentar Zé Reinaldo como seu candidato a uma cadeira na Câmara Federal. 

Já em seu retorno a esta cidade por volta das 11h30min, Zé Reinaldo posou para foto e em seguida decolou com destino a cidade de Balsas, onde ainda preenche sua agenda política na data de hoje. 

Em companhia de seu colega advogado Conrado Junior, Lú Lopes nos relatou que a reunião com Zé Reinaldo, embora em horário de trabalho, foi muito benéfica. "Sei que o meu povo irá saber em quem votar nesta eleição, e, com certeza a cidade de Tasso Fragoso irá fazer parte da vitória de Flávio Dino e Zé Reinaldo, assim como também irá fazer parte dos seus mandatos,  pois acredito que em breve o Maranhão e minha terra, Tasso Fragoso, viverão dias melhores". Relatou Lú.


Uma coisa é certa! Zé Reinaldo ao contrario da governadora Roseana Sarney pôde ver a triste situação do asfalto que liga Alto Parnaíba a Tasso Fragoso. Quanto ali esteve, Roseana Sarney, com seus três helicópteros, pelos ares, não viu a triste realidade que vive este povo e mais uma vez aplicou o velho “migué” da reforma da MA 006.



segunda-feira, 29 de setembro de 2014

DataM: Flávio Dino sobe para 60% e abre 40 pontos sobre Edinho Lobão


DataM: Flávio Dino sobe para 60% e abre 40 pontos sobre Edinho Lobão




 

A nova pesquisa DataM, publicada neste domingo (27) pelo jornal Atos e Fatos, mostra que o candidato Flávio Dino ampliou a vantagem sobre o segundo colocado e agora está 40 pontos na frente. Falta apenas uma semana para o dia da eleição, e o resultado daria hoje a vitória a Flávio Dino no primeiro turno.

De acordo com o levantamento, Flávio Dino subiu de 56,3% para 59,9%. O segundo colocado, Edinho Lobão, caiu de 27,5% para 19,9%.

Antonio Pedrosa (PSOL) tem 0,7%; Josivaldo (PCB) e Zeluis Lago (PPL) têm 0,6% cada; e Saulo Arcangeli (PSTU) tem 0,5%. Brancos e nulos somam 7,2%; e 10,7% não sabem ou não responderam.

Em votos válidos – que excluem brancos e nulos e são os considerados o resultado final –, Flávio Dino tem 72,2%.

A pesquisa DataM foi feita entre os dias 23 e 27 de setembro por encomenda do jornal Atos&Fatos e ouviu 1.500 eleitores em 50 municípios maranhenses. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número 0057/2014.

Vídeo falso

A ampliação da vantagem de Flávio Dino é verificada após a divulgação pela TV Difusora – pertencente a Edinho Lobão – e por órgãos da família Sarney de um vídeo em que um presidiário faz falsas acusações contra o líder nas pesquisas.

O vídeo foi gravado dentro da penitenciária de Pedrinhas, e o próprio presidiário confessou que recebeu promessa de dinheiro e regalias para dizer que Flávio Dino era ligado a uma quadrilha de assalto a bancos.

A farsa teve repercussão nacional, sendo veemente condenado por instituições e, como mostra a pesquisa DataM, pelos eleitores maranhenses.

Pesquisa Exata

Na sexta-feira, o instituto Exata também divulgou pesquisa mostrando vitória de Flávio Dino no primeiro turno. De acordo com o levantamento, Flávio tem 68,2% dos votos válidos. A pesquisa foi encomendada pela TV Guará e pela Fiema (Federação das Indústrias do Estado do Maranhão) e está registrada no TRE sob protocolo número MA-00054/2014. A sondagem ouviu 1.400 eleitores em diversos municípios maranhenses, com a margem de erro de 3,2 pontos percentuais para mais ou menos.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

BRUXA SOLTA AGORA O INELÉGIVEL É O CANDIDATO AO SENADO GASTÃO VIEIRA



Gastão inelegível: TRE nega substituição de Monteiro




O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão indeferiu a substituição de Raimundo Monteiro (PT) por José Antônio Heluy (PT) como candidato a primeiro suplente. Assim pretendia o candidato ao senado, Gastão Vieira.

Faltando menos de dez dias para a eleição, conforme especialistas em legislação eleitoral, o único remédio jurídico para Gastão Vieira seria o TSE voltar atrás de sua decisão ao julgar os embargos solicitados e rasgar a lei da Ficha Limpa, permitindo a candidatura de Monteiro.

Ou seja, quem votar em Gastão terá seu voto anulado após o julgamento dos embargos pois de forma alguma é possível a substituição após a eleição.

Além de queda, coice nos cavaleiros do PMDB.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Mesmo com revisão Stenio Rezende e Manoel Ribeiro continuam na lista de inelegíveis.

Mesmo com revisão Stenio Rezende e Manoel Ribeiro continuam na lista de inelegíveis.





É de total desespero a situação de todos os candidatos a deputado estadual pela coligação lobina ‘Pra Frente Maranhão 2′, composta por oito partidos – PMDB, DEM, PTB, PV, PTdoB, PSC, PRTB, PR -, e com a possibilidade de fazer o maior número de parlamentares nesta eleição.

Desde a noite dessa terça-feira (23), após o ATUAL7 revelar o motivo que levou o segundo suplente de Gastão Vieira ao Senado Federal, Remi Ribeiro, a passar mal e sofrer um infarto no último fim de semana, dezenas de deputados e candidatos favoritos ao pleito de outubro próximo começaram a disparar ligações para suas bases e advogados. Motivo: uma irregularidade em três candidaturas femininas para cumprir a cota por sexo, estabelecida pela Lei nº 9.5054/97, a Lei das Eleições, colocou em risco real a candidatura desses caciques e filhotes do poder, que aguardavam apenas a abertura das urnas por ‘já estarem eleitos’.

Inicialmente, houve uma confusão quanto ao número de partidos – e por conseguinte o número de candidatos favoritos – que estão na guilhotina, porém uma reportagem da TV Senado, em que a ministra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luciana Lóssio, explica como a inobservância dos percentuais femininos de candidaturas poderá ter, como punição ao seu descumprimento, a ‘queda da chapa’, ou seja, a exclusão da corrida eleitoral de todos os componentes do grupo, trouxe luz ao debate.

Relatora de um caso semelhante ao ocorrido do Maranhão, Lóssio foi quem tirou a chance de 51 raposas do Estado de Goiás se candidatarem nas eleições deste ano. Formada por seis partidos — PEN, PSL, PTC, PHS, PMN e PV — a coligação Unidos por Goiás acabou sendo ‘derrubada’ pela Justiça Eleitoral por não obedecer à imposição legal de ter pelo menos 30% de candidatos do sexo feminino. Para que se tenha uma ideia do rigor no cumprimento da Lei, antes de ser negado pela ministra Luciana Lóssio, a coligação já havia perdido o processo na primeira instância, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiás.

 Segundo um especialista maranhense em Direito Eleitoral consultado pelo ATUAL7, qualquer coligação, candidato ou o Ministério Público Eleitoral (MPE) do Maranhão poderá entrar no TSE com um Recurso Contra Expedição de Diploma (RCED) ou uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) contra os candidatos da coligação ‘Pra Frente Maranhão 2′. Ainda de acordo com o especialista, como o ‘chapão’ perdeu o prazo para resolver o problema criado por Remi Ribeiro, a probabilidade de vitória no plenário da Corte é, praticamente, abaixo de zero.

O ATUAL7 tentou contato, por telefone, com o presidente Estadual do PMDB, para comentar sobre a irregularidade na coligação, e com o telefone indicado na página do PMDB/MA, mas não obteve retorno.

Abaixo a lista de 22 candidatos favoritos à eleição e reeleição – dos 101 candidatos da coligação ‘Pra Frente Maranhão 2′ – que devem começar a pensar na Assembleia Legislativa do Maranhão só nas eleições de 2018, e o vídeo em que que a ministra do TSE se posiciona de forma contundente sobre o não cumprimento da cota de candidatos do sexo feminino:

1.     Afonso Manoel (PMDB)
2.     Andréa Murad (PMDB)
3.     Hélio Soares (PMDB)
4.     Max Barros (PMDB)
5.     Nina Melo (PMDB)
6.     Roberto Costa (PMDB)
7.     Socorro Waquim (PMDB)
8.     Adriano Sarney (PV)
9.     Hemetério Weba (PV)
10.                       Edilázio Júnior (PV)
11.                       Rigo Teles (PV)
12.                       Antônio Pereira (DEM)
13.                       César Pires (DEM)
14.                       Manoel Ribeiro (PTB)
15.                       Léo Cunha (PSC)
16.                       Rogério Cafeteira (PSC)
17.                       Fábio Braga (PTdoB)
18.                       Carlos Filho (PRTB)
19.                       Stênio Rezende (PRTB)
20.                       Camilo Figueiredo (PR)
21.                       Josimar da BR (PR)
22.                       Vinícius Louro (PR)





Luciana Lóssio foi relatora em um caso ocorrido em Goiás, onde 51 candidatos tiveram suas chances de disputar a eleição 'derrubadas' no TSE

Lula tirou 38 milhões da miséria, e com Temer em 1 ano mais 3 milhões voltam à extrema pobreza

Lula tirou 38 milhões da miséria, e com Temer em 1 ano mais 3 milhões voltam à extrema pobreza O número de pessoas que ganham m...