quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Comissão de Educação aprova aumento do piso salarial dos professores



Comissão de Educação aprova aumento do piso salarial dos professores



O piso salarial nacional dos professores da rede pública de educação básica pode passar de R$ 1.917,78 para R$ 2.743,65 por mês. É o que prevê o projeto (PLS 114/2015) de Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), aprovado na reunião desta terça-feira (20) da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

A lei que criou o piso (11.738/08) estabelece o valor mínimo a ser pago aos profissionais do magistério público da educação básica, com jornada de 40 horas semanais. O valor é calculado, a cada janeiro, com base na comparação da previsão do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos exercícios.

Ao longo dos seis anos (2009-2015) desde a sua implementação, o piso foi reajustado em 87%, com ganho real de 37%, segundo dados da Secretaria de Articulações com os Sistemas de Ensino do Ministério da Educação. Este ano, a atualização de 13,01% elevou o vencimento inicial da categoria de R$ 1.697,39 para R$ 1.917,78.

Forma progressiva

O relatório favorável ao projeto, da senadora Ângela Portela (PT-RR), estabelece que a integralização do novo piso deverá ser feita de forma progressiva, no decorrer de três anos.

Um aspecto considerado "relevante" pelas senadoras é que deverá caber ao governo federal, durante cinco anos, a responsabilidade financeira pela complementação dos salários em vigor, para que atinjam o montante referente ao novo piso salarial.

— Sabemos que muitos estados atravessam crises, e essa seria uma medida condizente para que os professores percebam melhores vencimentos — frisou Ângela Portela.

Com este objetivo, passariam a ser destinados 5% da arrecadação das loterias federais administradas pela Caixa para a complementação dos salários dos professores da educação básica.

O projeto segue para a análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Para os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Simone Tebet (PMDB-MS), que votaram a favor, a CAE terá condições de aprimorar o texto.

Retirado de http://www12.senado.leg.br/ (Agência Senado)

domingo, 18 de outubro de 2015

PARTEIRA ALTO PARNAIBANA COMPLETA 107 ANOS DE VIDA!!!

PARTEIRA ALTO PARNAIBANA COMPLETA 107 ANOS DE VIDA!!!

D. Antonia Ferreira de Sousa, Iaiá, 107 anos. 

D. Antônia Ferreira de Sousa, conhecida como “Dona Iaiá”, natural de Alto Parnaíba - MA, que há mais de 40 anos reside na cidade de Guaraí, antes Goiás e hoje Tocantins, completou no último sábado, 17, 107 anos, com muito vigor para realizar suas tarefas domesticas, como relata seu filho  novo, Florêncio Ferreira dos Reis, 67 anos, “Ela até hoje gosta de fazer sua própria comida e às vezes se põe a cuidar do quintal e das plantas, mas, agente tenta evitar que ela faça esforços, afinal não é mais uma mocinha, comenta o filho caçula ao Portal Guaraí Noticias”.

D. Iaiá ao lado de Florêncio,  filho caçula, com 67 anos -  Imagem Guaraí Noticias

Dona Iaiá, é parteira e já ajudou trazer ao mundo, somente na cidade de Guaraí, mais de 200 crianças. Nasceu em 1908, na cidade de Alto Parnaíba – MA, mãe de 14 filhos, 4 ainda vivos.

Dona Iaiá, que enfrentou todas as intemperes da vida, é exemplo a ser seguido por muitas gerações, pois no período em que atuou como parteira não existia a facilidade de se ter hospitais, médicos, planos de saúde,  e, Ela, com toda simplicidade de uma autentica alto parnaibana soube humanizar o momento mais importante de um ser humano que é o dá a luz a outro ser humano.

Questionada sobre o segredo de viver por tantos anos, “Dona Iaiá” diz em sua simplicidade que não sabe explicar, pois segundo ela “esta seria uma vontade de Deus, não dela”. Apresentando uma até “natural” dificuldade em ouvir, a idosa conta ainda que possui uma saúde de ferro, com os níveis de colesterol em dia e sem apresentar problemas de visão ou o temido diabetes.

“Dona Iaiá” é um verdadeiro exemplo de longevidade e simpatia. Muito amada por todos de sua família, a parteira e pioneira de Guaraí não poderia deixar de ser homenageada, mesmo em um dia de certa tristeza pela partida de uma de suas noras. Certamente o que todos que a conhecem esperam é que Deus possa continuar lhe dando saúde e uma vida repleta de muitas felicidades. (Guaraí Noticias)

Possivelmente se ela ainda residisse em Alto Parnaíba, nossa população, não estava se sujeitando em vê estampadas em redes sociais e em jornais de várias cidades a triste e vergonhosa notícia de que mulheres ainda morrem de parto em nossa cidade.   

Fica aqui nossa gratidão a esta brava guerreira alto parnaibana, o nosso desejo é que ela possa um dia voltar a sua cidade natal e receber todas as homenagens que lhe são devidas.

Parabéns D. Antônia Ferreira de Sousa, a querida Iaiá, a Senhora representa o que há de melhor em nossa querida terra!!!

Informações Guaraí Noticias 

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Alto Parnaíba bate novo recorde e está entre as cidades mais quentes do Brasil

Alto Parnaíba bate novo recorde e está entre as cidades mais quentes do Brasil 

 


As cidades de Alto Parnaíba (MA), localizado no extremo sul do Estado – a 1.078 km da São Luís –, e Barra do Corda (MA) – região central, a 451 km da capital –, registraram nas últimas horas as maiores temperaturas do Maranhão, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Em ambas, os termômetros marcaram nada menos que 40°C.

Imagem  Rey Rosa Ascenso
No ranking da região Nordeste, Alto Parnaíba e Barra do Corda 'empataram' com Bom Jesus do Piauí (PI) no topo da lista. Entre as 10 cidades com as maiores temperaturas segundo o Inmet, estão outras duas cidades maranhenses: Colinas (MA), com 39,5°C, e Carolina (MA), com 39,3°C.

No ranking nacional, os municípios ficaram atrás apenas de cidades de Goiás e Tocantins.

Segundo o Inmet, para os próximos dias, a tendência é que a temperatura máxima nessas cidades permaneça estável, ou seja, siga entre os 40°C, mesmo com a possibilidade de tempo nublabo em grande parte do Estado.

Ainda em setembro, Alto Parnaíba havia registrado a terceira maior temperatura em todo o país, com 41,1°C.

Queimadas
As altas temperaturas e a baixa umidade relativa do ar colocam o Maranhão em outro ranking: o Estado foi o segundo do país que mais registrou focos de incêndio na última sexta-feira (2), segundo o relatório do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Foram 565 focos em todo o Estado.

A cidade de Amarante (MA) foi a que teve o maior número de queimadas: 49 nas últimas 48 horas. Na cidade, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comanda uma das maiores operações de combate ao fogo no país.

Os incêndios ameaçam índios que vivem em 143 aldeias na terra indígena Arariboia. Além de combater o fogo, os brigadistas tentam proteger uma área de floresta onde vivem pelo menos 80 índios Awa-Guajá, uma das últimas tribos indígenas nômades do mundo, que nunca tiveram contato com o homem branco.


Ainda segundo o Inpe, de janeiro até o início de outubro, já foram registradas mais de 16 mil queimadas em todo o Maranhão.

GOVERNO LANÇA, NESTA TERÇA-FEIRA (25) DECRETO COM INCENTIVOS AOS MUNICÍPIOS À ADESÃO AO SELO UNICEF

GOVERNO LANÇA, NESTA TERÇA-FEIRA (25) DECRETO COM INCENTIVOS AOS MUNICÍPIOS À ADESÃO AO SELO UNICEF Fonte: Seepp/Segov/Sedihpop ...